Amazonas Opinião

Coluna | Papo Jovem com Letícia Barbosa de Lira

Manaus | AM

Coluna Papo Jovem com Letícia Barbosa Lira

Artigo: Feminismo

substantivo masculino
1. doutrina que preconiza o aprimoramento e a ampliação do papel e dos direitos das mulheres na sociedade.
Em pleno século XXI vivemos em uma sociedade que a cada 5 minutos uma mulher é violentada seja sexualmente, verbalmente, moralmente ou fisicamente. Vivemos em uma sociedade em que é ensinado a uma mulher como ela deve se portar, vestir, falar ou andar, mas não é ensinado a um garoto que ele deve respeitar independente de como uma pessoa esteja vestida, independente de como ela fale, ou ande.

Vivemos na perspectiva em que mulheres têm dupla jornada de trabalho, trabalham por mais horas, tem maior ou até mesmo melhor qualificação académica/curricular, mas ganham menos que um homem. Vivemos em uma sociedade em que as mulheres têm de se encaixar em padrões para que sejam vistas como mulheres de respeito.

O feminismo não visa apenas a igualdade de gênero, a igualdade do papel social político e econômico da mulher na sociedade, mas visa a segurança da mulher, o direito dela ir e vir e sentir segura independente de como uma mulher está vestida ou se comporta. A diferença acontece a partir do momento em que não reprimimos nossas mulheres, não reprimimos os sonhos delas, as necessidades delas. Estamos fazendo a diferença a partir do momento que não ensinamos a uma menina que “rosa é cor de menina” estamos fazendo a diferença a partir do momento em que não dizemos que “isso não é coisa que mocinha faz” estamos fazendo a diferença a partir do momento que um filho menino e uma filha menina são tratados de formas iguais. Estamos fazendo a diferença a partir do momento que orientamos a nossas mulheres a serem mulheres bem sucedidas, a procurarem cada vez mais sua liberdade seja ela financeira, social ou até psicológica, estamos fazendo a diferença a partir do momento que o respeito é maior que as diferenças de gênero, orientação sexual, etnias e origem.

O feminismo nunca foi e nem nunca será um movimento que visa a mulher como “Superior” e sim a igualdade, a igualdade nos direitos e deveres, que visa o bem estar, e que se tornou que acolheu várias mulheres em uma só causa, uma só luta, a igualdade. “(E o que mais dói) é viver num corpo que é o sepulcro que nos aprisiona (segundo Platão), do mesmo modo como a concha aprisiona a ostra.” -Frida Kahlo

Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário