Conteúdo & Informação Opinião

Eleição 2017 | Amazonino confirmado no 2º turno, quem será o segundo?

Amazonas | Quinta feira (20/07/2017)

Caro leitor, escrevo este texto com objetivo de tecer algumas considerações e conjecturar sobre a corrida eleitoral para o governo do Amazonas, nesta eleição suplementar. Nós da Pontual, continuamente realizamos pesquisas de monitoramento, com objetivo de entender o comportamento dos dados, porém, neste artigo não apresentarei números, por não se tratar de pesquisa publicada, conforme legislação eleitoral. Neste sentindo, vou apresentar considerações com embasamento técnico, de quem internamente é conhecedor dos números desta disputa. A vontade em concordar ou discordar, o importante e o debate democrático, vamos lá:

Consideração 01:

Segundo meu entendimento técnico, Amazonino já está no 2º turno da eleição. Dificilmente perderá a densidade de votos que conquistou, apresenta pujança na capital e contínuo crescimento no interior. Não me espantaria se chegasse a 30% dos votos no 1º turno. Neste momento da campanha, as intenções de votos de Amazonino se comportam assim: ”Aonde Amazonino anda, soma votos”. O tempo é curto até o dia 06, mas poderá ter de 6 a 10% de intenções de votos em cima do 2º colocado. Porém, são conjecturas, em eleição tudo pode mudar!

Consideração 02:

Eduardo Braga iniciou a eleição na liderança das intenções de votos, tanto na capital como no interior. Neste momento, está no seguinte recorte temporal da disputa: Braga corre contra o relógio, quanto mais o tempo segue, mas Braga perde votos. As intenções de votos estão em declínio, melhor seria que o dia da votação fosse hoje ou amanhã. Esperar até o dia 06 de agosto, fomenta um sensação de insegurança, olhando no retrovisor o rosto de Rebecca Garcia. O maior trunfo de Braga, são os votos do interior. Porém, são conjecturas, em eleição tudo pode mudar!

Consideração 03:

Rebeca Garcia, neste momento está no seguinte recorte temporal: Quanto mais tempo de campanha, mas conquista votos, principalmente de Eduardo. Rebecca Garcia deve estar torcendo para o relógio funcionar devagar. Rebecca já acena para Eduardo Braga no retrovisor, o tempo pode lhe favorecer. São dois carros em uma ladeira, um descendo de ré, e o outro subindo de segunda marcha. A desidratação de Braga, favorece Rebeca. Porém, são conjecturas, em eleição tudo pode mudar!

Consideração final

As ciência dos números são impactantes. Através de pesquisas, é possível,você ter o diagnóstico situacional de uma eleição ou de alguma situação. No caso do Amazonas, algumas considerações precisam ser entendidas no meu posicionamento como um ”cara” que trabalha com números. Nesta eleição, os votos da capital poderão ter um peso maior, comparado com o interior. O % de votos nulos/brancos poderão assustar. O candidato bem posicionado no 1º turno, ”poderá” desencadear o efeito ”manada” para o 2º turno, se beneficiando dos indecisos e do voto útil. Acreditação do voto é importante, a população as vezes vota no candidato B, mas acredita que o candidato A vai ganhar(espero que entendam as entrelinhas desta última frase).

Bem da verdade que falta poucos mais de 2 semanas para o dia da eleição, e tudo pode mudar, em política, as coisas mudam da noite para o dia. No entanto, minhas consideração são embasadas no comportamento dos números internos, que não serão apresentados, por não se tratar de pesquisa publicada. As pessoas de bastidores que acompanham o processo, basta aguardar, e conjecturar, afinal as opiniões são individuais. Porém, são conjecturas, em eleição tudo pode mudar!

Att,

Eric Barbosa

 

Tags
Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

Add Comentário

Clique aqui para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: