Amazonas Brasil Manaus

Desenvolvimento | ProsaiMaués apresenta relatório sobre atual gestão do estado

Manaus – Terça-feira (22.05)


Nesta segunda-feira (21/05), consultores do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) desembarcaram em Maués (a 268 quilômetros de Manaus), para uma série de atividades, onde vão conhecer e acompanhar os avanços do Programa Integrado de Saneamento de Maués (ProsaiMaués), determinados pelo governador Amazonino Mendes, executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), tendo a Prefeitura de Maués como co-executora.

O coordenador Executivo da UGPE, Claudemir Andrade, conduziu a primeira parte da apresentação para os consultores, na sede da Unidade de Gerenciamento do ProsaiMaués (UGPM), sobre as mudanças e readequações realizadas no escopo do projeto.

Segundo o coordenador, receber uma equipe do BID da Missão de Salvaguarda Social e Ambiental no momento em que as obras estão para começar é muito importante. “Vamos poder ajustar qualquer não conformidade do projeto, antes de começar os trabalhos”, explica.

Socioambiental – Em seguida, a subcoordenadora Setorial de Projetos Sociais da UGPE, Viviane Dutra, e o subcoordenador Ambiental, Otacílio Cardoso, apresentaram os aspectos socioambientais do Prosai. Esta é a primeira Missão Social e Ambiental do Banco ao Programa que, depois de quatro anos sem atividades, vai finalmente sair do papel e beneficiar moradores do município, seguindo a determinação do novo Governo do Amazonas.

O prefeito de Maués, Junior Leite, participou da primeira parte da reunião, quando agradeceu todo o apoio recebido pelo governador Amazonino Mendes. “Venho honrado com a prioridade do Governo do Amazonas, da região metropolitana, UGPE e toda equipe e o próprio BID, em relação ao Programa. Com certeza é o maior projeto que esta sendo realizado no município”, afirma.

Obras – Os consultores também visitaram as áreas de intervenções de obras do ProsaiMaués. O coordenador Executivo da UGPE, Claudemir Andrade, apresentou detalhes do projeto, acompanhado por engenheiros do Prosai, além das equipes social e ambiental.

Nesta terça-feira (22/05), a comitiva visita uma das comunidades indígenas Sataré-Mawé que receberam melhorias por meio do ProsaiMaués. Cada comunidade está equipada com estrutura de placas solares fotovoltaicas e baterias que geram e armazenam energia para acionar as bombas que farão funcionar ao sistema hidráulico.

O benefício inclui poços tubulares (artesianos); caixas d’água, unidades sanitárias equipadas com vaso sanitário, pia, chuveiro e torneiras, bem como redes de abastecimento. As estruturas sanitárias serão de uso comum, de modo que não descaracterize os costumes locais.

Está prevista, ainda, uma visita ao conjunto habitacional Senador José Esteves, do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal. No local, encontram-se 26 famílias reassentadas pelo Prosai, desde outubro de 2017.

Indenizações – A equipe da Superintendência Estadual de Habitação do Amazonas (Suhab), composta por assistentes sociais e dos setores de direito, engenharia e financeiro, está em Maués desde o dia 14/05. Depois de atender beneficiários do Prosai, apresentando as possibilidades para indenização, desde dezembro de 2017; a equipe inicia os pagamentos realizando, em paralelo, a coleta de documentações pendentes que são necessárias para a formalização dos processos de cada imóvel que será desapropriado.

Qualidade de vida a Maués – As intervenções do Programa de Saneamento Integrado de Maués (ProsaiMaués) têm por objetivo contribuir para a solução dos problemas de saneamento básico, urbanísticos e socioambientais que afetam a qualidade de vida da população e a sustentabilidade socioeconômica de Maués, na região do Baixo Amazonas. O programa se concentra em duas frentes: urbana (desapropriação e revitalização de lagoas e seus entornos) e rural (comunidades indígenas).

Entre as metas a serem atingidas, estão a redução das famílias sob risco de inundações, valorização dos imóveis, melhoria no serviço de esgotamento, serviço contínuo de água, fomentar  o turismo local e levar água potável às comunidades indígenas. O projeto prevê a construção de área de recreação infantil, área para piquenique, espaço para atividades poliesportivas, estacionamento, praça, local para prática de atividades físicas, área de exposição e ciclovia.

Fotos: Sidney Mendonça/SRMM-UGPE

Fonte: Secom

Redação

Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

Add Comentário

Clique aqui para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: