Sem categoria

Mundo | Senado argentino rejeita a legalização do aborto

Manaus | quinta-feira

A sessão aconteceu na manhã de quarta-feira (8), por volta das 9h30 e acabou na madrugada dessa quinta-feira (9), por volta das 2h40. O Senado da Argentina rejeitou o projeto que tinha como objetivo a legalização do aborto no país, por 38 votos contra a 31 a favor. Foram registradas uma ausência e duas abstenções. Agora, o projeto só poderá ser reapresentado daqui um ano.

Com a rejeição da proposta, o aborto continua a ser crime, a menos que seja em casos de estupro ou a mãe corre risco de vida, caso contrário, será punido com quatro anos de prisão. Apesar do resultado, mulheres tomaram as ruas das principais cidades de lenços verdes no pescoço, sendo um símbolo do movimento pela legalização. Enquanto isso, grupos denominados ”pró-vida” usavam lenços de cor azul para simbolizar contra o aborto e comemoravam o resultado com fogos de artifício.

Segundo a imprensa argentina, o presidente Mauricio Macri pretende enviar uma ampla proposta de revisão do Código Penal ao Congresso ainda esse mês. A expectativa é que o texto aumente as situações em que o aborto é permitido e descarte a possibilidade de prisão para mulheres. Uma nova proposta de total legalização só pode ser analisada pelos parlamentares a partir de março.

 

Foto: Eitan Abramovich/AFP.

Fonte: BBC.

Redação por Ana Flávia Oliveira.

Add Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Eric Barbosa

Eric Barbosa

Mestrado em Saúde Sociedade e Endemias na Amazônia na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA) (2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Entre em contato

Para nós do Portal Pontual, sua opinião vale muito!

Publicidade