Política

Artigo | Quem será o próximo governador do Amazonas? por Eric Barbosa

WhatsApp Image 2018-09-29 at 00.58.26

Manaus | Terça Feira 10.10.2018


A pergunta que intitula o presente artigo, tem norteado as movimentações nos bastidores da política. O resultado da eleição no próximo dia 28, vai determinar um recorte de início/fim a alguns grupos políticos. Vale lembrar, que o movimento do eleitor que está ocorrendo a nível nacional, está acontecendo no Amazonas, o que deverá exigir um esforço sobrenatural, de gestores que buscam a reeleição.

Variável Bolsonaro

Jair Bolsonaro representa um sentimento de mudança e rejeição a toda a classe política, tendo o PT como alvo principal. No Acre, o candidato Gladson Cameli, tirou a hegemonia de 20 anos do PT, com êxito e impulsionado por esse sentimento.

A questão desse sentimento do eleitor, precisa ser lida nas entrelinhas, pois a decisão do voto está no campo emocional e não racional. Esse critério de escolha de voto, não é influenciado por qualidades, defeitos ou acontecimento instantâneos, mas sim pela rejeição.

‘’O eleitor não quer o que está aí! ‘’

Esse movimento está em todo o Brasil, e pode ser constatado pelo comportamento do resultado da eleição. Em várias cidades, nomes novos e sem histórico político, tiveram votações expressivas, sendo eleitos a contraponto de nomes com histórico, influência e articulação política, ou seja, um eleitor ‘’senhor’’ de si, que não sabe explicar o que ele quer, mas está se expressando nas urnas que ele;

 ‘’não quer o que está aí!’’

O que está acontecendo com Wilson Lima?

Wilson Lima, está tomando para si, a escolha do eleitor que está dizendo ’’não quero o que está aí!’’.

Trata se de um movimento nacional, um comportamento de escolha de voto no campo emocional, que dificilmente será interrompido ou ‘’congelado’’, seja qual for o discurso ou peça publicitária. A prova desta afirmação, foi o pouco tempo de tv, assim como a menor densidade de mídia que Wilson Lima teve no 1º turno. O que deverá acontecer agora com ‘’tempos’’ de TV balizados?

Wilson Lima, poderá ganhar mais força, impulsionado pela rejeição do candidato Amazonino Mendes, e ainda, congregar os votos de David Almeida. Se esse comportamento dos dados se confirmar, a eleição poderá se definir nos 10 primeiros dias de 2º turno. Porém, números são fotografias do momento, e nesta eleição a capacidade em não errar está sendo importante, para ambos candidatos.

Wilson Lima tem baixa rejeição, voto associado a Bolsonaro e dentre as opções de escolha do eleitorado que votou em David Almeida no 1º turno, Wilson Lima e o mais citado! Um cenário temeroso, para quem disputa uma reeleição, no momento em que vive o Brasil.

O que não está acontecendo com Amazonino Mendes?

Amazonino Mendes, passou para o 2º turno congregando alta rejeição em Manaus e no interior, dividindo a vitrine com Omar Aziz. No entanto, Omar Aziz saiu da disputa, e Amazonino está na vitrine sozinho.

Na virada do 1º ao 2º turno, em disputa de reeleição, podem acontecer duas movimentações. O comportamento conservador, que o eleitor adota em continuar como estão as coisas, assim como o governante atual, ou o comportamento da mudança, em que naturalmente o atual gestor e julgado pelo cargo, e o eleitor decide mudar, influenciado pela seguinte categoria de discurso já dita neste texto:

’O eleitor não quer o que está aí! ‘’

Neste contexto, o que não está acontecendo com Amazonino, pode ser explicado por essa afirmativa: Na maioria das vezes, o eleitor de David Almeida não vira voto para Amazonino Mendes, pois esse eleitor emergiu do processo que David Almeida fez oposição ao atual governador, assim como ao senador Omar Aziz.

Dentre eleições e eleições, considero essa um jogo dificílimo para Amazonino Mendes. O mesmo, deverá lutar contra essa dinâmica a nível nacional, e mostrar um poder de reação, que só foi visto em poucas eleições.

O que aconteceu com eleitor que votou em David Almeida?

O eleitor de David Almeida, tem dificuldades em escolher o seu voto contra o sentimento de mudança, ou seja, escolher continuar como está!

Trata se de um eleitorado que somou cerca de 23% em todo o estado, balanceado em Manaus e municípios. David brigou com Amazonino os votos nos maiores municípios, portanto, a movimentação desse eleitorado deverá definir a eleição, que por entendimento dos resultados, não tem tendência a Amazonino Mendes.

Se David Almeida apoiasse Amazonino Mendes?

Não produziria mudança ou influência para o crescimento de Amazonino Mendes, teria mais efeito negativo para David, por causa da linha de incoerência, que de acordo com as últimas eleições, tem vitimado alguns personagens políticos.

O que vai acontecer?

Para todos os especialistas em pesquisas eleitorais, existe uma máxima:

Números são fotografias do momento!

Porém, também existe uma leitura dos dados: a tendência!

De toda reflexão tratada neste texto, é possível afirmar que as coisas podem mudar, a qualquer momento ou qualquer fato, porém, a tendência e de que o eleitor no Amazonas nesta disputa de 2º deverá escolher mudar.

Portanto, vamos acompanhando os dados, e aguardar, pois, em política tudo pode mudar, assim como está difícil o eleitor não decidir mudar.

Eric Barbosa

Siga-nos

Parceiros