Pesquisa & Publicações

Análise | Instituto Pontual realiza pesquisa de opinião sobre a “Faixa Azul”

Manaus | 29 de Novembro de 2018 (Quinta-feira)


O Instituto Pontual de Pesquisas iniciou na manhã desta quinta-feira (29), uma coleta de opiniões sobre a “Faixa Azul”, localizada nas avenidas Constantino Nery, Torquato Tapajós e Mário Ypiranga Monteiro, as principais vias da capital amazonense.

A faixa estava liberada para todos os veículos desde março deste ano, devido a obras executadas na Djalma Batista. Concluindo sete meses, no último sábado (24), a faixa voltou a ser exclusiva para ônibus e veículos autorizados. Caso contrário, resultará multa em R$ 293,47.

Dentre esses, táxis, ônibus, veículos guinchos em serviço de remoção, veículo de urgência, emergência e operacionais (devidamente identificados), veículo especial/fretamento e veículos de transporte de tropa e equipamento bélicos das Forças Armadas são permitidos trafegarem no corredor.

A pesquisa do Instituto foi realizada na Avenida Constantino Nery e foi questionado dos motoristas quais são suas opiniões sobre o retorno da faixa e se apoiam o serviço feito pela Prefeitura, além de monitorar o impacto causado no trânsito.

Desde seu retorno, a “Faixa Azul” têm causado problemas para os condutores de veículos, diversas reclamações foram realizadas nas redes sociais, principalmente pelo congestionamento que se prolongou juntamente com o aumento da multa.

Segundo a Prefeitura de Manaus, o retorno da faixa seria para melhorar o fluxo de veículos e reduzir o tempo de viagem do transporte coletivo, garantindo mobilidade para que as pessoas “consigam chegar ao seu destino”.

A pesquisa será publicada nesta sexta-feira (30).

Foto: Instituto Pontual.

Redação por Ana Flávia Oliveira.

Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

Add Comentário

Clique aqui para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: