Conteúdo & Informação Política no Brasil

 Política | Bolsonaro e equipe econômica definem a reforma da Previdência

Manaus | 15 de Fevereiro de 2019 (Sexta-feira)


O presidente Jair Bolsonaro juntamente com a equipe econômica do governo “bateram o martelo” sobre a reforma da Previdência, sendo fixado a idade mínima de 65 anos para aposentadoria de homens e 62 anos para mulheres, com um período de transição de 12 anos.

As informações foram divulgadas pelo secretário especial de Previdência, Rogério Marinho. Foram cerca de duas horas de reunião no Palácio da Alvorada, contando com a presença dos ministros da Economia, Paulo Guedes, da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz.

Após ter assinado o texto da reforma, na próxima quarta-feira (20), Bolsonaro vai fazer um pronunciamento à nação para explicar a necessidade de mudar as regras para aposentadoria no país. “O presidente fará um pronunciamento à nação, explicando de que forma essa nova Previdência vai ser encaminhada ao Congresso para ser discutida. E esperamos que seja aprovada brevemente”, disse Marinho.

Ainda de acordo com o secretário, os detalhes da proposta só serão conhecidos na quarta-feira. “O presidente bateu o martelo e pediu para que divulgássemos apenas algumas informações. O conteúdo do texto vai ficar para o dia 20. Os detalhes da proposta serão conhecidos pelo Congresso Nacional, até como uma deferência ao Parlamento”.

O secretário também disse que durante a conversa, a equipe econômica defendeu uma idade mínima de 65 anos para homens e para mulheres, no entanto Bolsonaro discordava da idade mínima das mulheres, solicitando 60 anos. Além disso, o tempo de transição desejado pelos economistas era de dez anos, algo também negociado por Bolsonaro, que queria 20 anos de transição. No final, o consenso ficou em 12 anos.

Após as alterações negociadas entre o presidente e sua equipe, o texto será encaminhado para a área técnica da Presidência da República, onde será validada sua constitucionalidade antes que o presidente possa assinar.

Além disso, a proposta de reforma do sistema previdenciário será encaminhada ao Congresso na próxima quarta-feira (20).

Foto: Reprodução.

Fonte: Agência Brasil.

Redação por Ana Flávia Oliveira.

Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

Add Comentário

Clique aqui para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: