Brasil Conteúdo & Informação Política no Brasil

Política | “Não disseram que tirar a turma do PT resolveria tudo quase como mágica?”, diz Gleisi Hoffmann em crítica ao presidente Jair Bolsonaro

Manaus | 12 de Abril de 2019 (Sexta-feira)


A presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), fez uma crítica ao presidente Jair Bolsonaro e sobre a sua decisão sobre o anúncio feito ao 13º salário do Bolsa Família. Na última quinta-feira (11), a deputada alegou que isso faz parte de uma fraude do governo de Bolsonaro, já que a medida foi anunciada como uma das novidades dos 100 dias de governo.

“Nesses 100 dias, nenhuma medida que seja positiva para o povo brasileiro foi aprovada pelo governo. Até o anúncio de hoje, sobre o 13° salário, não é positiva. Ela é um engano e tenta fraudar o Bolsa Família, que é um projeto complementar de renda, pensado para uma população pobre”, disse a deputada.

O projeto foi originado no primeiro governo petista, ainda durante a gestão do ex-presidente Lula no ano de 2003.

“Nós temos 50% da população ganhando até dois salários mínimos por mês e, grande parte, não recebe nem um salário porque trabalha na informalidade. O projeto foi pensado para complementar renda. Só conseguimos combater isso com valorização do salário mínimo e a criação de empregos”, completou Hoffmann.

Ainda segundo a deputada, o governo do ex-presidente Lula “aumentava o mínimo, fazia a correção do Bolsa Família pela inflação. O benefício serviu sempre como renda mínima ou complemento de renda para pessoas pobres que não se colocavam no mercado de trabalho. O governo olhava por elas. Ocorre que Bolsonaro está dando o 13º, mas está tirando a correção do benefício pela inflação, justamente num ano em que vamos ter uma inflação maior”, alegou informando sobre a economia brasileira na época da gestão de Lula.

Gleisi ainda continua suas críticas informando que o governo de Bolsonaro cortou 400 mil famílias do Bolsa Família em um período onde o desemprego predomina o país, com 13 milhões de brasileiros desempregadas, e em péssimas condições de trabalho, afirmando que Bolsonaro “Dá com uma mão e tira com a outra” alertando “Cuidado com lobo em pele de cordeiro”.

“Fico me perguntando… Mas não era só tirar a Dilma (ex-presidente Dilma Rousseff, do PT)? Os discursos eram fervorosos… Participei do impeachment. Depois falaram que era só prender o Lula para melhorar. E não melhorou. Qual a receita do Guedes (Paulo Guedes, ministro da Economia de Bolsonaro), do mercado, para recuperar a economia? Não disseram que tirar a turma do PT resolveria tudo quase como mágica?”, completou o seu discurso.

Foto: Agência Brasil/ Wilson Dias.

Redação por Portal Pontual.

Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

Add Comentário

Clique aqui para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: