Amazonas Conteúdo & Informação Manaus Municípios AM

Reunião | Josué Neto articula mesa de negociação dos professores com o governador Wilson Lima

Manaus | 08 de Maio de 2019 (Quarta-feira)


A negociação dos professores com o Governo do Estado iniciou nesta quarta-feira (08), a informação foi confirmada pela presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (SINTEAM), Ana Cristina Rodrigues.

“Embora não tenha havido alteração no percentual de reajuste, avalio que está começando a haver avanço nas outras pautas”, declarou Ana.

Após 4 horas de reunião, o trio que faz parte do comando de greve do SINTEAM, Ana Cristina, o diretor de finanças do sindicato, Cléber Ferreira, e do professor Josué Vieira, conversaram com o governador Wilson Lima e também com o apoiador da reunião, o presidente da Assemblei Legislativa do Estado do Amazonas, Josué Neto.

Também participaram do encontro, membros da comissão especial do governo e da ALE-AM. A primeira reunião da comissão acontece nesta quarta (08), às 14h, na SEFAZ.

Até o momento, a greve dos professores contabiliza 22 dias de manifestação.

O governador Wilson Lima aproveitou a ocasião para informar que não pode dar mais de 4,74% de reajuste por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal, no entanto, acenou positivamente para outros cinco pontos da pauta de reivindicação do SINTEAM, a reavaliação do auxílio-localidade, a reavaliação da concessão de vale-transporte e a reavaliação do valor do auxílio-alimentação.

Além disso, o mesmo se comprometeu em analisar o contrato do plano de saúde pois o sindicato reivindica atendimento, pelo plano, no interior. E garantiu também as progressões horizontais e verticais serão realizadas e não haverá desconto dos dias de greve.

Além do reajuste, o Sindicato busca a reivindicação no pagamento das progressões horizontais e verticais, aumento do vale-alimentação e do auxílio-localidade, extensão do plano de saúde para os aposentados, atendimento do plano de saúde no interior, segurança nas escolas e auxílio alimentação por turno (atualmente é por matrícula no governo).

Foto: Reprodução.

Redação por Portal Pontual.