Brasil Conteúdo & Informação Política no Brasil

Política | Dilma diz que vai processar Bolsonaro por declaração do presidente nos Estados Unidos

Manaus | 17 de Maio de 2019 (Sexta-feira)


A ex-presidente Dilma Rousseff declarou que irá processar cível e criminalmente o presidente Jair Bolsonaro devido ao seu pronunciamento nos Estados Unidos. A declaração foi feita durante o evento “Personalidade do Ano” realizado pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Bolsonaro informou que a ex-presidente teve “as mãos manchadas de sangue e de luta armada” e Dilma se manifestou sobre o caso, alegando ser uma declaração “mentirosa e caluniosa”, segundo informações do jornal O Globo.

No entanto, o discurso de Bolsonaro não cita diretamente o nome de Dilma, porém em entrelinhas pode-se entender que foi dito sobre a ex-presidente pois se trata da gestão anterior.

“Quem até há pouco ocupava o governo tinha suas mãos manchadas de sangue da luta armada, matando inclusive um capitão, como eu. Eu rendo homenagem aqui ao capitão Charles Chandler, um herói americano. Talvez um pouco esquecido na história, mas que escreveu sua história passando pelo Brasil”, disse Bolsonaro.

A ex-presidente se declarou por meio de nota sobre a sua indignação, confira:

“Durante a resistência à ditadura — e muito menos no período democrático —, jamais participei de atos armados ou ações que tivessem ou pudessem levar à morte de quem quer que seja. A própria Justiça Militar — as auditorias, o STM e até o STF — em todos os processos que foram movidos contra mim, comprovaram tal fato. Os autos respectivos documentam isso. Ao contrário dos heróis e homenageados pelo senhor Bolsonaro que, durante a ditadura e depois dela, tiveram suas mãos manchadas do nosso sangue – militantes brasileiros e brasileiras – pelas torturas e assassinatos cometidos contra nós.

Minhas mãos estão limpas e foram fortalecidas, ao longo da vida, pela militância a favor da democracia, da justiça social e da soberania nacional. Foi esta luta que me levou à Presidência da República, cargo que honrei representando dignamente meu País, sem me curvar a qualquer potência estrangeira, respeitando todas as nações, da mais empobrecida à mais rica.

Se o senhor Bolsonaro quer se ocultar do “tsunami” das investigações que recaem sob seu clã, a partir da abertura dos vários sigilos, não me use como biombo, nem tampouco menospreze os cidadãos e cidadãs que foram às ruas do País em defesa de uma educação de qualidade.

Senhor Bolsonaro, as ruas estão cheias porque ao se dispor, com seu ministro desinformado, a destruir a educação, vocês estão tirando a esperança de melhores dias para milhões de estudantes já beneficiados e também os que poderiam sê-lo pela expansão e interiorização das universidades e institutos federais de educação. Oportunidades de acesso ao ensino superior que foram proporcionadas pelos nossos governos do PT em todo o País.

“Idiotas úteis” são aqueles que esquecem um ditado popular: “a mentira tem pernas curtas”. O senhor Bolsonaro responderá no juízo criminal e cível por mais essa leviandade contra mim. Ele não poderá se escudar no cargo de Presidente da República e irá ser cobrado por suas mentiras, calúnias e difamações”.

Foto: Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil & Susan Walsh/ AP.

Redação por Portal Pontual.

%d blogueiros gostam disto: