Amazonas Conteúdo & Informação Manaus Policial

SSP-AM | Cresce em 13% o número de registros de assédio sexual contra mulheres em Manaus

Manaus | 05 de Junho de 2019 (Quarta-feira)


A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) divulgou os dados sobre os casos de assédio sexual registrados nos Distritos Integrados de Polícia Civil (DIPs) de Manaus que tiveram mulheres como vítimas.

Até o mês de abril, esse crime praticado no ambiente de trabalho, fez 17 vítimas, representando um crescimento de 13% em relação ao mesmo período do ano anterior. E revelam que, em quase 60% dos casos, as assediadas tinham idade entre 25 e 29 anos.

Tipificado no Código Penal Brasileiro pelo Artigo 216, o crime de assédio sexual se caracteriza por constrangimento à vítima com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual, quando essa ação vem de alguém com superioridade dentro do local de trabalho, ou seja, o chefe imediato ou geral, tanto em empresas públicas, quanto em privadas.

Segundo a delegada e titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra Mulher (DECCM), Débora Mafra, muitas vítimas sofrem assédio, mas acabam se calando por medo de perder o emprego. Quando o assédio ocorre entre funcionários que estão no mesmo patamar de função, o crime é tipificado como importunação sexual.

As delegacias da capital amazonense registram, no ano anterior, 57 casos de assédio sexual, a delegada ressalta que é necessário as vítimas procurarem sempre denunciar e coletar ao máximo materiais que facilitem ainda mais suas convicções, fotos, vídeos, conversas de WhatsApp, e-mails e, principalmente, testemunhas que possam ajudar a comprovar o ato criminoso.

“Todo o tipo de prova é válido, pois deixa a vítima em um status melhor na hora de registrar a ocorrência. Então, pode denunciar sem medo, ela estará respaldada”, afirmou a titular da Delegacia da Mulher.


Foto: Reprodução/ Shutterstock.

Fonte: Com informações da Assessoria.

Redação por Ana Flávia Oliveira.