Brasil Conteúdo & Informação Policial

Investigação | Após fraude no sistema de cotas, servidor é exonerado do INSS, em Juiz de Fora

Manaus | 11 de Junho de 2019 (Terça-feira)


Investigações internas da Polícia Federal (PF) sobre o fato do servidor, identificado como Lucas Soares Fontes, de 24 anos ter forjado suas características físicas, se “pintando de negro” para ser aprovado por cotas raciais em um concurso público em 2016.

Após a divulgação das investigações no programa Fantástico, o rapaz foi exonerado do cargo de Técnico em Seguro Social do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) em Juiz de Fora. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União na última segunda-feira (10).

Para ingressar através do sistema de cotas, Lucas fez a questão de pintar seu rosto, pescoço e braços com tons mais escuros da sua pele, além disso, o mesmo fez o uso de lentes de contato, já que o mesmo possui olhos claros.

Mesmo sendo notificado pelo órgão e solicitado novas imagens, o rapaz enviou um e-mail à Divisão de Desenvolvimento de Carreiras do INSS alegando que em sua certidão de nascimento constava a informação “cor parda”.

Ao ser questionado na reportagem do Fantástico, Lucas sugeriu a filmagem em um local escuro da garagem do prédio onde mora e garantiu que o seu tom de pele é realmente pardo e que na verdade o mesmo faz-se o uso de lentes de contato mais claras para “fins estéticos”, detalhe que é Lucas apareceu para a entrevista usando um óculos escuro pois estava com “conjuntivite”.

Foto: Reprodução.

Redação por Portal Pontual.