Policial & Dia a Dia

Ataques | Pensando nas eleições de 2020, Record usa mágoas da derrota de 2016 para atacar Adail Filho

Manaus | 12 de Agosto de 2019 (Segunda-feira)


A Rede Record exibiu ontem (11) um programa inteiro atacando a família Pinheiro, que comanda o município de Coari. Sem nenhum fato novo, a reportagem tem claro viés eleitoral. É que o PRB, partido da Igreja Universal do Reino de Deus, dona da emissora, governava o município até 2016, com o prefeito Raimundo Magalhães, que foi derrotado por ampla margem de votos pelo atual mandatário, Adail Filho (PP). Agora o grupo político comandado pela organização religiosa quer retomar o comando do maior orçamento do interior do Amazonas e trabalha para isso.

As denúncias, todas requentadas, remetem a fatos passados, que envolveram o patriarca da família, o ex-prefeito Adail Pinheiro, e mais recentemente o filho dele, a partir de um imbróglio com vereadores de oposição da Câmara local.

Na verdade, Coari é um dos poucos municípios do Amazonas que está com as contas em dia. Foi a única Prefeitura, aliás, que já pagou a primeira parcela do décimo terceiro de seu funcionalismo.

Recentemente, o prefeito Adail Filho lançou um pacote de 211 obras, três programa sociais focados em quatro mil famílias, bolsas para 500 estagiários e um projeto especial para três mil jovens que participam do programa “Direito à Cidadania”. Ele ainda distribuiu 17 mil implementos agrícolas, em parceria com o governador Wilson Lima (PSC).

Os dois ainda lançaram Ações Integradas de Segurança. A Prefeitura inclusive montou uma Roda Municipal e colocou 350 câmeras para monitorar as ruas de Coari. Isso fez com que os índices de criminalidade desabassem em cerca de 70%.

As ações assustaram a oposição, que quer ter alguma chance na eleição municipal. Magalhães tenta montar um grupo para enfrentar Adail Filho e conta com o apoio da Record TV.

Nas duas últimas eleições, o grupo político comandado por Adail Filho assombrou o Estado. Em 2016, ele se elegeu prefeito, com a irmã, Mayara, como vice. A tia Jeanny Pinheiro, irmã de Adail pai, ainda foi a vereadora mais votada e o primo Keitton Pinheiro eleito presidente da Câmara Municipal. Para completar, em 2019, Mayara tornou-se a deputada estadual mais votada do Estado, com mais de 51 mil votos.

Ouvido hoje pelo blog, Adail Filho disse que continua tranquilo. “Estamos trabalhando e isso incomoda”, resumiu.

Foto: Reprodução.

Redação por Portal Pontual.

Eric Barbosa

Eric Barbosa

Mestrado em Saúde Sociedade e Endemias na Amazônia na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA) (2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Entre em contato

Para nós do Portal Pontual, sua opinião vale muito!

Publicidade