Amazonas Análises & Estudos Brasil Conteúdo & Informação Manaus Pesquisa & Publicações Política no Brasil

Contra fatos não há argumentos! | José Ricardo desmente fala de Paulo Guedes sobre a ZFM ser ‘antieconômica e ruim’

Manaus | 6 de Setembro de 2019 (Sexta-feira)

O deputado federal José Ricardo se manifestou por meio de nota sobre a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a Zona Franca de Manaus ser um modelo “antieconômico e ruim, porque  custam bilhões em incentivos aos cofres públicos”.

O anúncio do ministro foi feito na última quinta-feira (5), em uma palestra onde reunia um público de empresários e públicos, em Fortaleza (CE).

Ainda de acordo com Guedes, o modelo ser torna ruim devido ao seu afastamento de grandes centros produtivos e custa bilhões em incentivos aos cofres públicos e isso atrapalha.

Por meio de dados e levantamentos, o deputado José Ricardo se manifestou contra a fala infeliz do ministro do governo Bolsonaro, informando que a ZFM possui uma forte expansão de renda per capita, além da geração de emprego, o aceleramento na indústria na região e a consolidação de parque industrial sofisticado.

“Em 1970, no começo da ZFM, a renda per capita de São Paulo (R$17,4 mil) era 7 vezes maior do que a do Amazonas (R$2,4 mil). Em 2010, a renda per capita do São Paulo (R$30 mil) era 1,8 vezes maior do que a do Amazonas (R$17 mil)”, informou o deputado citando o estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Outro ponto debatido pelo parlamentar foi a queda das renúncias fiscais que, em 2009, caíram de 17,1%, para 8,5%, em 2018. Sendo resultado do aumento da arrecadação federal no Estado e da eficiência das indústrias localizadas no PIM.

“A indústria na ZFM agrega mais valor por cada R$1,0 produzido do que a indústria de transformação brasileira. Portanto, tudo ao contrário do que o Ministro Guedes afirma e que parece mais uma  defesa dos interesses do sudeste, onde estão concentrados mais da metade dos gastos tributários do país”, completou.

A importância do modelo para a manutenção da fauna e da flora amazônica também foi um assunto reforçado por José Ricardo, sendo constatado que a ZFM contribui para que 97% da floresta. Fazendo assim, mais oportunidades de empregos e evitando que projetos que incluem a exploração das florestas sejam feitas.

“Por isso, vamos continuar na luta em defesa da ZFM, principalmente, agora, com a votação da Reforma Tributária, que dentre vários pontos preocupantes, quer acabar com as vantagens comparativas do nosso único modelo de desenvolvimento. Já apresentei emenda a essa Reforma, em defesa da Zona Franca. O Estado depende dela e sua população também. Vamos à luta!”, finalizou.

Foto: Reprodução.

Fonte: Declaração José Ricardo.

Redação por Ana Flávia Oliveira.

/* ]]> */