Famosos & Entretenimento

Brasil | Equipe de Felipe Titto é agredida por motorista de aplicativo

Manaus | 8 de Novembro de 2019 (Sexta-feira)

Um motorista de aplicativo que até o momento não teve a identidade revelada, agrediu três mulheres da equipe do ator Felipe Titto. O caso aconteceu na noite da última quinta-feira (7), em São Paulo.

De acordo com uma delas, as agressões aconteceram após elas falarem para o motorista que ele estava dirigindo de uma maneira agressiva e perigosa, durante um trajeto entre o bairro de Pinheiros, na Zona Oeste, e o complexo Expo Imigrantes, na Zona Sul.

A assessora Jéssica Varrasquim Caetano levou um soco no rosto e fraturou o nariz. A advogada Thatiane Soares ficou com um ferimento nos pés depois que o motorista avançou com o carro contra ela. Elaine Melo, que também é assessora, sofreu arranhões no peito e nos braços.

O ator estava em uma palestra durante o ocorrido e saiu do local assim que soube da notícia. Ele chegou a relatar sobre o caso nas redes sociais, “Eu jamais vou deixar isso ficar assim. Eu vou resolver isso ai. Chega de só ficar observando as coisas erradas acontecendo. Ele agrediu duas mulheres, ele vai pagar”, declarou o ator.

Em nota, a empresa em que o motorista trabalhava, 99, se manifestou sobre o caso e alegou que o homem foi banido do aplicativo e que a empresa está disponível para colaborar com as investigações.

Confira o comunicado na íntegra:

“A 99 recebeu a grave denúncia das três passageiras que foram agredidas por um motorista parceiro da plataforma. Assim que soubemos dessa triste notícia, mobilizamos uma equipe que está em contato com as vítimas para oferecer todo o apoio e acolhimento necessários, que incluem um seguro para cobrir todas as despesas hospitalares, além de um serviço de carro para que elas possam se locomover com segurança. Enquanto isso, o motorista foi banido do app e a 99 está disponível para colaborar com as investigações da polícia.

A empresa lamenta profundamente o caso e reitera que repudia veemente esse tipo de violência. Temos uma política de tolerância zero em relação a isso. Esclarecemos ainda que todos os condutores parceiros devem tratar passageiros com boa fé, profissionalismo e respeito. Em comportamentos como esse, que vão contra os Termos de Uso da Plataforma, todas as medidas corretivas são adotadas — e incluem o bloqueio definitivo do perfil do motorista.

A 99 reforça que investe continuamente em educação para prevenir esse tipo de situação. Por isso, orienta e sensibiliza seus condutores parceiros em treinamentos presenciais e online para estimulá-los a terem uma postura de respeito e gentileza com todos.

Passageiros e motoristas parceiros que passem por situações semelhantes podem reportar a qualquer hora do dia, por meio do app ou pelo telefone 0800-888-8999, para que a empresa possa oferecer suporte, acolhimento e providências necessárias. Trabalhamos 24 horas por dia, 7 dias por semana, para cuidar exclusivamente da proteção dos usuários. A 99 continua à disposição para qualquer esclarecimento.”

Foto: Reprodução/ Instagram.

Fonte: Estrelando.

Eric Barbosa

Eric Barbosa

Mestrado em Saúde Sociedade e Endemias na Amazônia na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA) (2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Entre em contato

Para nós do Portal Pontual, sua opinião vale muito!

Publicidade