quinta-feira, junho 20, 2024
HomeAmazonasFVS alerta a importância da atualização de vacinas para prevenção de doenças

FVS alerta a importância da atualização de vacinas para prevenção de doenças

Publicado em

Artigo Relacionado

Inpa compõe Rede Amazônica de instituições científicas para desenvolver bioeconomia na região

Oito institutos científicos da Pan-Amazônia do Brasil, Colômbia, Peru, Bolívia e Equador unem esforços...

Ontem, 17/10  (terça-feira), foi comemorado o Dia Nacional da Imunização, e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), alertou para a importância da atualização da caderneta vacinal para a prevenção de doenças imunopreveníveis, ou seja, aquelas em que é possível se prevenir por meio de imunizantes.

O objetivo desse alerta foi chamar a atenção para a importância da vacinação, tanto para o indivíduo como para a comunidade, pois quanto mais pessoas estiverem protegidas, menor é a chance de uma doença se propagar.

Anoar Samad, secretário de estado de Saúde do Amazonas, alertou para a importância da vacinação.

“A melhor maneira de se fazer medicina é atuar na prevenção e não existe uma estratégia tão efetiva para a prevenção de doenças do que a vacina. Então, é muito importante que todos procurem atualizar a carteirinha vacinal, porque, com certeza, a vacina salva vidas”.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, reforçou que promover a importância da vacinação é estratégico já que a vacina tem relevância histórica na redução de ocorrência de doenças graves, como caxumba, gripe, poliomielite, rubéola, sarampo e tétano.

Monitoramento das vacinas

No Amazonas, o monitoramento das vacinações é realizado pela coordenação estadual do Programa Nacional de Imunizações (PNI) na Gerência de Imunização (GEIM) do Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE) da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

Em 2022, as vacinas mais aplicadas no estado foram: Pneumocócica 10 valente (65.644 doses), Meningocócica C Conjugada (60.836 doses); Tríplice viral (59.658 doses); e Pentavalente (59.467 doses).

Programa Nacional de Imunizações

Fortalecendo o acesso gratuito às vacinas no país, o PNI possibilita que os imunizantes sejam levados a toda população com o objetivo de aumentar as coberturas vacinais de cada cidade, por mais distante que essa seja.

 

 

 

 

 

Texto: da redação, com informações da FVS-RCP. 

Fotos: divulgação. 

Últimos Artigos

Inpa compõe Rede Amazônica de instituições científicas para desenvolver bioeconomia na região

Oito institutos científicos da Pan-Amazônia do Brasil, Colômbia, Peru, Bolívia e Equador unem esforços...

Estudo da FVS-RCP aborda sobre a tendência da Leishmaniose Tegumentar

Integrando as ações de pesquisa em vigilância em saúde no Amazonas, a Fundação de...

Estudo estima a efetividade do método Wolbachia no Brasil

Em maio de 2024, o Brasil bateu um recorde negativo. Foram 5 milhões de...

Galeria do largo recebe exposição ‘Portrait, entre o real e o abstrato’, nesta quarta

O Centro de Artes Visuais Galeria do Largo apresenta nesta quarta-feira (12/06), a partir...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Inpa compõe Rede Amazônica de instituições científicas para desenvolver bioeconomia na região

Oito institutos científicos da Pan-Amazônia do Brasil, Colômbia, Peru, Bolívia e Equador unem esforços...

Estudo da FVS-RCP aborda sobre a tendência da Leishmaniose Tegumentar

Integrando as ações de pesquisa em vigilância em saúde no Amazonas, a Fundação de...

Estudo estima a efetividade do método Wolbachia no Brasil

Em maio de 2024, o Brasil bateu um recorde negativo. Foram 5 milhões de...