Amazonas Opinião

Coluna | Papo Jovem com Letícia Barbosa Lira

Artigo | Opinião

Papo Jovem com Letícia Barbosa

Título: Álcool e drogas na adolescência.

Cada vez mais tem se tornado maior e frequente o uso de álcool e drogas por adolescentes e diante essa problemática grande parte da sociedade não dá a devida importância.
O número de adolescentes que iniciaram seu consumo de substâncias psico-ativas sejam elas legalizadas ou não vem tornando-se cada vez mais frequentes, e mais intensivo, com a falta de acompanhamento dos devidos responsáveis nessa fase tão conflitante que é a adolescência os jovens se perdem diante influências que podem ou não ser positivas, comprometendo toda uma jornada que ainda será traçada, resultando em consequências que podem interferir durante toda a vida, adquirindo problemas reais que interferem na vida do mesmo e daqueles que o rodeiam.
A falta de diálogos, de acompanhamento, de orientação, tem feito com que cada vez mais os jovens pulem as fases que deveriam ser vividas de forma natural, a influência da internet e de conteúdos que muitas vezes podem ser interpretados de formas indevidas e que comprometem toda uma educação por tentativa do adolescente de se tornar parte daquele meio em que ele se encontra. A adolescência se torna uma fase de grandes mudanças, sejam elas físicas, mentais e comportamentais, com isso os jovens tendem a reproduzir tudo aquilo que aprenderam seja negativo ou não, e tendem a cada vez mais tomar para si influências daqueles que o rodeiam como os amigos ou imagens daqueles que admiram. Trazendo como consequências riscos prejudiciais para a vida de cada jovem, resultando muitas vezes em adquiro de doenças sexualmente trasmissíveis, gravidez precoce, abandono e desinteresse dos estudos e etc.
Em uma sociedade que tanto é questionado a mudança política e governamental, não paramos para pensar que a geração que dará continuidade e que será resultado e reflexo no futuro são os jovens de hoje, jovens que muitas vezes por falta de interferências na educação que recebem se perdem e acabam tornando-se apenas mais um, fazendo parte de apenas mais um no número exorbitante de adolescentes que iniciaram seu consumo de álcool e com isso resultando em adultos irresponsáveis, descompromissados, e que não conseguem entender a real problemática social e cultural que essa realidade pode ocasionar.
Sendo assim, responsáveis devem cada vez mais entender seu papel na criação e educação de cada adolescente, para que com isso cada indivíduo na sua realidade sinta-se apto para tomar escolhas que possam resultar em consequências positivas na vida dos mesmos. Diante todos os problemas econômicos, políticos e sociais que estamos vivendo, os adolescentes de hoje se tornam a esperança do amanhã, não permitam que essa esperança se perca por irresponsabilidades que podem ser remediadas, uma simples decisão pode mudar uma vida inteira.

Letícia Barbosa Lira.

Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

  • Como Pai, de um adolescente de 14 anos, fico feliz por ler esta matéria. Embora tudo que foi escrito seja uma verdade da qual não podemos negligenciar…existe ainda esses jovens exemplos, mostrando a sociedade que, nem tudo está perdido! muitos Jovens estão consciente de uma vida saudável e assim como nossa jovem escritora, dão grande exemplo a sociedade e carregam com si, outros jovens que também querem se destacar nessa corrente do bem.
    Parabéns e que continue sendo exemplo para nossos adolescentes!

%d blogueiros gostam disto: