Opinião

Artigo | Pesquisa IDP, um ponto fora da curva, na opinião de Eric Barbosa

Manaus | Quarta Feira (26/07)

O jornal Diário do Amazonas publicou uma pesquisa em manchete principal apontando Eduardo Braga em 1º lugar nesta eleição suplementar para o governo do Amazonas. Segundo a pesquisa, Amazonino Mendes e Eduardo Braga estariam empatados caso a votação fosse hoje, ou seja, Eduardo Braga está a frente de Amazonino Mendes. Quanto ao método da pesquisa não há o que dizer, mas, para quem conhece os números internos desta disputa, os resultados publicados pela IDP, merecem algumas reflexões.

Vou escrever algumas considerações, a partir do meu conhecimento técnico e números internos:

Consideração 01;

A primeira consideração e quanto ao total de votos do candidato Eduardo Braga, a pesquisa da IDP afirma que 30% do eleitorado do Amazonas vai votar em Eduardo Braga. Acredito ser difícil isso se concretizar, Braga já teve 30% das intenções de votos no período que iniciou a disputa, afirmar que possuiu 30% hoje e dizer que Eduardo não perdeu votos, e continuou com o mesmo % desde início da eleição. Os números mostram que ou candidato sobe, ou candidato desce, afirmar que o candidato B tem o mesmo %, não parece sensato. A contra ponto, estudos publicados e dados internos, mostram o contrário. Outra reflexão ficam sobre a situação de Amazonino Mendes. Os votos de Amazonino vieram de quem? Como Amazonino Mendes chegou a 27,9% sem ”desidratar alguém”. Essa questão merece ser levantada. Outro aspecto e quanto aos índices de rejeição que não foram apresentados na pesquisa. Números interno nos permitem apontar a tendência da rejeição como um fator importante nesta disputa, ou seja, quem apresenta alta rejeição em tese não poderia ter a liderança na preferência do eleitorado.

Consideração 02;

Afirma que Amazonino Mendes está em 2º na disputa não parece sensato, considerando que os votos da capital vão representar cerca de 60% a 65% do resultado da eleição. Assim, deveríamos supor que Amazonino Mendes estaria perdendo na capital e no interior para Eduardo Braga, por estar 3% atrás na estimulada. Ou, perdendo na capital e empatando no interior, difícil, muito difícil!

Amazonino Mendes alcançava 5% 7% no período que antecedeu a eleição, logo chegou a 20%, ou seja, um crescimento elástico, que nos faz pensar o quão e difícil Amazonino Mendes estar perdendo esta disputa. Muito difícil! Números internos chegam a demostrar uma margem de 10 % 1 2% só na capital do 1º para o 2º colocado. Se considerar o comportamento dos dados, o crescimento que o próprio IDP aponta, Amazonino Mendes cresceu nas intenções de voto. Rebecca Garcia apareceu com 12,5%, então reflita comigo, de quem Amazonino Mendes tirou votos, se Rebecca Garcia aparece estagnada?. Como Eduardo Braga pode ter mais de 30% do eleitorado, se Rebecca não perdeu e Amazonino Mendes teve um crescimento elástico. Um ponto para se refletir.

Consideração 03;

Na pesquisa do IDP, destaco um % que faz qualquer pessoa refletir. Os dados foram coletados no dia 18 ao dia 23 deste mês, como o número de branco/nulo e indecisos podem ser tão baixos?. Veja, Branco/nulo somam apenas 9,9% e Indecisos somam 6,9%. A primeira consideração que vou tecer e sobre branco/nulo, este índice encontrado pelo IDP, são índices que encontramos no dia da votação, e como se o eleitorado já estivesse certo do seu voto. Os especialista em pesquisas sabem que os números de branco/nulo e indecisos só se diluem na última semana. Ainda, ressalto o fato de que está eleição poderá ter o maior % de branco/nulo. Não acredito ser possível o eleitor já ter definido o seu voto, se tratando de uma eleição suplementar de curto prazo.  Em pesquisas internas e comum eleitores perguntarem quem são os candidatos, então, este índice merece uma boa reflexão.

Consideração final;

Todas as considerações apontadas e apresentadas são embasadas no conhecimento de um profissional em pesquisas de opinião pública, tão somente por ser conhecedor dos números de monitoramento interno. A Pontual tem desenvolvido estudo de monitoramento, que nos permite discutir o cenário desta eleição suplementar. Portanto, apresento minhas considerações para o debate e para discussão a partir da opinião de pessoas que também gostam de política e números. Por fim, números são fotografias que podem  mudar, mas, se o resultado da eleição for este quadro apresentado pelo IDP, com certeza a empresa irá se destacar como única que previu este resultado, ou seja, um ponto fora da curva.

Att,

Eric Barbosa

 

Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

Add Comentário

Clique aqui para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: