Opinião Sem categoria

Artigo de opinião | Título: Professor o material mais barato da educação, por Rodrigo Barbosa Froés

Artigo de opinião | Professor o material mais barato da educação?

O assunto da semana foi uma propaganda de um famoso apresentador que vende a docência como uma renda extra, levantando o debate sobre a desvalorização total da figura do professor já conhecidamente como o material mais barato do processo que envolve a educação.

20170821-luciano-huck-2

Sua remuneração é trata pelos governos como “piso”, isso demonstra a verdadeira precarização do profissional da educação que luta por condições melhores de trabalho, uma sala com um ventilador, quadro e giz, pois a realidade é investimentos em tecnologias diversas enquanto os mestres ainda são tratados como segundo plano no processo de ensino e aprendizagem. Se há um problema normativo com relação à educação, a meu ver, ele está representado pela tirania do estado, que determina, acima dos pais, o que devemos aprender, quando e como. Dado que os estadistas julgam que o estado sabe melhor do que o indivíduo o que é o melhor para ele próprio, eles também julgam que haveria um grande mal em deixar os indivíduos decidirem quais conhecimentos desejam para si e para seus filhos.

Parafraseando Jô Soares: “O material mais barato do mercado é o professor!”, constatamos isso diariamente no chão da escola, a sociedade não dá o devido valor a esse profissional tão importante no processo de ensino e aprendizagem, são inúmeros exemplos no mundo de pessoas que levantam essa bandeira e fazem a diferença na vida de crianças, jovens e adultos.

Está falta de valorização reflete diretamente na procura pela docência, não é a primeira opção de 99% dos jovens que saem do ensino médio, algumas áreas já não formam a quantidade suficiente de profissionais e a tendência é que em vinte anos comecem a faltar professores.

Professores são aquelas pessoas responsáveis pela formação educacional de um povo. Desde os primórdios da antiguidade Egípcia, pessoas são encarregadas de passar seus conhecimentos e aprendizados. Mas ultimamente esses profissionais têm enfrentado muitas dificuldades em exercer sua profissão aqui no Brasil.

Portanto, meus caros leitores volto a coluna com este artigo para alertá-los o que muitos atentos já sabem reajustar o salário é apenas o começo de um longo processo que deve ser iniciado para a melhoria do ensino, da valorização do profissional e do estímulo a carreira educadora. Não se trata professores com bombas e balas de borracha, e sim com respeito e colaboração. Se médico são imprescindíveis para a saúde de uma população e políticos são igualmente importantes para representar o povo e conduzir um governo; professores são aqueles que formam os médicos e os políticos. Se um país não valoriza a sua mais importante profissão, está fadado ao fracasso.

Rodrigo Barbosa Froés

Redação

Redação

Equipe séria e compromissada com a veracidade da informação, assim como os princípios éticos e legais na produção de matérias jornalísticas e estudos com base em pesquisas confiáveis e fidedignas.

Add Comentário

Clique aqui para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: