segunda-feira, maio 27, 2024
HomeSem categoriaArtigo | Pesquisa Durango: O erro de fazer pesquisas por telefone, e...

Artigo | Pesquisa Durango: O erro de fazer pesquisas por telefone, e outros erros…

Publicado em

Artigo Relacionado

RR: ALE vai gastar R$ 2,3 milhões com compra de combustível em posto de político investigado pela PF por desvio milionário

Roraima - Sob a gestão do presidente Soldado Sampaio (Republicanos), a Assembleia Legislativa de...

Manaus | Amazonas (26/06)

A pesquisa da empresa 365 apresentou relatório com números da corrida eleitoral para eleição suplementar para governo do Amazonas, porém, o que mais chama atenção foi o erro de registrar e assumir que realizou entrevistas com o eleitor do interior por telefone. Durango afirma que fez ligações para 60 municípios do Amazonas, ou seja, só participou da pesquisa o eleitor que tem celular e teve disponibilidade de atender na hora, trata se um caso ‘’decepcionante’’ para os especialistas em pesquisas de opinião pública. Durango para ser uma pessoa sem limites, não respeita regras do código internacional (ESOMAR), usando métodos próprios em detrimento dos métodos acadêmicos estatísticos, trata se de um ‘’absurdo’’, uma afronta para empresas que desenvolvem um trabalho sério. Ainda cita que seguiu o método do (Associação Americana para Pesquisa de Opinião Pública (AAPOR)), ou seja, método usado nos EUA, ACORDA Durango! Você está no Amazonas, não nos EUA, nossas características loco regionais são únicas, principalmente quanto a uso de tecnologias.

Screenshot_20170625-132421

Vamos as considerações.

Fato 1 (Liliane Araújo): A prova disso foi o Durango ter publicado a candidata Liliane Araújo do PPL com 5,6% das intenções de votos, ou seja, seria o mesmo que assumir que Liliane Araújo tem 113.011 das intenções de votos no Amazonas, isso é uma falácia. Liliane não ficaria empatada tecnicamente com Jose Ricardo, esses números causam estranhamento, de tal forma que não posso descrever nesta matéria, por risco de processo.

Fato 2 (Os entrevistados não viram fotos): Imagine você eleitor, recebe uma ligação para dizer qual sua opção de voto por telefone?. Isso quer dizer que as pessoas só puderam responder a Espontânea, aquela que não e mostrada a foto do candidato para o entrevistado. Já pensou ouvir 10 opções por telefone e depois responder somente uma?. Durango afirma que fez pesquisa em 60 municípios e todos tiveram acesso satisfatório e disponibilidade de ligação.  Um caso para se espantar, um absurdo!

Fato 3 (Inicia a entrevista por telefone, perguntando se ele tem interesse na eleição): Na técnica correta de entrevista eleitoral, você não pode provocar no eleitor o sentimento de repúdio ou desencorajamento sobre a eleição. O eleitor que já responde dizendo que não tem interesse na eleição, responderá o questionário de qualquer jeito, imagine você responder todas essas questões por telefone? Um caso para se espantar, um erro primário sem precedentes.

Fato 4 (Amostra com 27% de eleitor com nível superior): Durango talvez não tenha experiência e vivência nos municípios do Amazonas. O mesmo afirma que ligou para 60 municípios, e diz que 27% dos eleitores tem nível superior? Isso é uma falácia. Os municípios do Amazonas, não tem essa proporção de eleitores com nível superior. Os jovens têm mais acesso a smartphone e telefones celulares no interior, alcançados nas ligações. 27% dos eleitores com nível superior, isso é uma falácia.

Fato 5 (Eduardo Braga e o mais rejeitado, mas vence a todos no 2º turno).

Sobre este item, prefiro não comentar, simplesmente considero uma ‘’coincidência espontânea’’. Mas, faço outra reflexão, cadê o resultado da simulação de 2º turno de Eduardo Braga vs Rebecca Garcia, porque Durango não apresentou no relatório? Espantoso.

Fato 6 (Eduardo ter acreditação de 46,8% que vai ganhar a eleição):

O relatório mostra, que 46,8% dos eleitores afirmam que Eduardo Braga vai ganhar a eleição, ou seja, quase 50% dos entrevistados. Como assim?, quase 50% de acreditação, sendo o mais rejeitado?. Não tem como explicar esse fato estatisticamente. Espantoso.

Fecho minhas considerações por aqui, simples opinião de profissional em pesquisa de opinião pública. Um absurdo o que vemos no Amazonas, quanto a tais empresas que continuam com ‘’Perspectivas erradas’’.

Eric Barbosa

Últimos Artigos

Seminário de Segurança Inovadora discute esta semana a ordem pública a partir de experiências bem sucedidas no país

Especialistas em segurança pública de todo o Brasil serão palestrantes no II Seminário de...

Promotor investiga suposto desvio de merenda escolar na rede de ensino da Prefeitura de Manaus

O promotor do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), Marcelo Pinto Ribeiro, da 55ª Promotoria...

Abertas inscrições para oficina de pintura para pessoas com deficiência visual e baixa visão

Em comemoração aos 15 anos da audiodescrição no Amazonas, o Governo do Estado, por...

Márcia Perales lança livro sobre a democratização do ensino

A pesquisadora e escritora Márcia Perales Mendes Silva, diretora-presidente da Fundação de Amparo à...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Seminário de Segurança Inovadora discute esta semana a ordem pública a partir de experiências bem sucedidas no país

Especialistas em segurança pública de todo o Brasil serão palestrantes no II Seminário de...

Promotor investiga suposto desvio de merenda escolar na rede de ensino da Prefeitura de Manaus

O promotor do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), Marcelo Pinto Ribeiro, da 55ª Promotoria...

Abertas inscrições para oficina de pintura para pessoas com deficiência visual e baixa visão

Em comemoração aos 15 anos da audiodescrição no Amazonas, o Governo do Estado, por...