quinta-feira, fevereiro 22, 2024
HomeSem categoriaALE | Dermilson Chagas denuncia superfaturamento na saúde

ALE | Dermilson Chagas denuncia superfaturamento na saúde

Publicado em

spot_img

Artigo Relacionado

RR: ALE vai gastar R$ 2,3 milhões com compra de combustível em posto de político investigado pela PF por desvio milionário

Roraima - Sob a gestão do presidente Soldado Sampaio (Republicanos), a Assembleia Legislativa de...

Amazonas | Política

O deputado estadual Dermilson Chagas (PEN), levou em tribuna da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), na manhã desta terça-feira (15), uma denúncia de superfaturamento sobre a contratação de serviços de gestão hospitalar, para realização de 780 cirurgias de média baixa complexidade no hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, localizado na Avenida Torquarto Tapajós, Bairro Novo Israel, Zona Norte de Manaus.

De acordo com a denúncia abordada pelo deputado Dermilson, o Secretário de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM), Vander Alves, teria pagado para cooperativa Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED)- que atualmente administra o hospital Delphina Aziz- cerca de R$ 8,4 milhões pra realizar 780 cirurgias no hospital Delphina Aziz. Ou seja, por cirurgia seria cobrado em torno de R$ 10 mil.

Porém, ao invés de realizar os procedimentos cirúrgicos, o IMED decidiu realizar uma quarteirização com outra empresa, denominada de Instituto de Cirurgias do Amazonas (ICEAM), para realizar as cirurgias. De a acordo com o documento abordado por Dermilson Chagas, o ICEAM contratado pelo IMED, cobrou cerca R$ 1,4 mil por cirurgia, totalizando em R$1,15 milhão, que subtraindo pelo valor total de R$ 8,4 milhões, o IMED ainda iria lucrar cerca de R$ 7,3 milhões, do acordo feito com a SUSAM. “Não dá para aceitar a justificativa da SUSAM diz que o convênio foi para 2 mil cirurgias. O seu Vander está mentindo, porque no Diário Oficial do Estado diz que é para 780 cirurgias. Para onde está indo o dinheiro. O Vander tem que explicar se explicar sobre isso”, afirmou Dermilson.

Dermilson ainda ressaltou que existe uma representação do Ministério Público de Contas (MPC), alegando a falta de licitação da IMED com a SUSAM, e a falta de qualificação técnica da coorporativa em administrar o hospital. “Vamos deixar de brincar com a sociedade. Isso não vai levar a nada. Não dá para aceitar R$ 7 milhões superfaturados. Não dá para aceitar isso. O MPC já fez recomendação para IMED por essa quarteirização de um serviço cobrado mais barato. Ai é fácil ganhar dinheiro do povo. Espero que o governador demita o secretário Vander, e que ele justifique, porque o pagamento que está sendo feito, está saindo do fundo estadual de saúde que é o mesmo que saiu do operação maus caminhos”, afirmou.

Redação

Últimos Artigos

Em Japurá no Amazonas, garimpo ilegal e lixão ameaçam o meio ambiente, afirma Joel Araújo

Na sua avaliação a alta renda per capta do município, advinda em grande parte...

Governo do Am apoia manutenção de equipamentos laboratoriais para continuidade nas pesquisas

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado...

Em nova publicação, Joel Araújo expõe situação do lixão à céu aberto da cidade de Autazes no Amazonas

"Me impressiona que ainda hajam pessoas catando lixo no lixão à céu aberto de...

UEA firma acordo com Instituto Butantã

A reunião institucional entre a UEA e o Instituto Butantã ocorreu na quinta-feira (9/2),...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Em Japurá no Amazonas, garimpo ilegal e lixão ameaçam o meio ambiente, afirma Joel Araújo

Na sua avaliação a alta renda per capta do município, advinda em grande parte...

Governo do Am apoia manutenção de equipamentos laboratoriais para continuidade nas pesquisas

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado...

Em nova publicação, Joel Araújo expõe situação do lixão à céu aberto da cidade de Autazes no Amazonas

"Me impressiona que ainda hajam pessoas catando lixo no lixão à céu aberto de...