domingo, março 3, 2024
HomeSem categoriaManaus | Governador em exercício, Bosco Saraiva, confraterniza com crianças, adolescente e...

Manaus | Governador em exercício, Bosco Saraiva, confraterniza com crianças, adolescente e familiares no projeto “Sinaleiras”

Publicado em

spot_img

Artigo Relacionado

RR: ALE vai gastar R$ 2,3 milhões com compra de combustível em posto de político investigado pela PF por desvio milionário

Roraima - Sob a gestão do presidente Soldado Sampaio (Republicanos), a Assembleia Legislativa de...

Manaus | Sexta-feira


Depois de participar de ação de conscientização pela erradicação do trabalho infantil, na rotatória do Eldorado, bairro Parque 10, zona centro-sul de Manaus, o governador em exercício e secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva, confraternizou com crianças, adolescentes e familiares que integram a colônia de férias “De Férias Sim, Nas Ruas Não”, como parte do projeto “Sinaleiras”. A comemoração natalina ocorreu nesta sexta-feira (22/12), na Escola Estadual Gilberto Mestrinho, bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste.

A primeira edição da colônia de férias “De Férias Sim, na Rua Não”, lançada pelo governador Amazonino Mendes, iniciou no último dia 18 de dezembro e atende 237 pessoas, entre as quais 166 crianças e 71 familiares delas. Elas têm acesso a serviços nas áreas de assistência social, saúde, educação, geração de renda, e lazer e cultura. O objetivo é iniciar um processo de mudança de uma realidade ainda muito presente em Manaus, onde crianças e adolescentes viviam nos semáforos em busca de esmolas.

Para o governador em exercício Bosco Saraiva, a colônia reflete a decisão do Governo do Estado em unir todas as secretarias para tentar erradicar o trabalho infantil nos semáforos da capital. “Isso tudo aqui é fruto de uma determinação do governador Amazonino. Ele nos pediu que fizéssemos isso e estamos desde a campanha nesse espírito de solidariedade e amor.  A colônia de férias é um dado importante para o nosso governo, porque reflete o espírito de união de várias secretarias, e neste acaso aqui na parceria com o Ministério Público do Trabalho”, comentou Saraiva, ressaltando que o projeto vai se ampliar a partir de 2018.

“O projeto ‘Sinaleiras’, do Governo do Estado, vai seguir em frente retirando crianças debaixo dos faróis dando a elas a oportunidade de um futuro mais digno”, ressaltou o governador em exercício.

Para a dona de casa Jucileia Brito, 36, a iniciativa do governador Amazonino é eficaz no sentido de dar oportunidade às crianças e aos adolescentes de saírem das ruas, buscando uma vida digna. Ela participa da colônia, ao lado do filho de 11 anos que saiu do semáforo, graças ao “Sinaleiras”. “É uma oportunidade de fazermos cursos e tirar essas crianças das ruas, porque hoje é muito raro uma criança fazer curso. É muito interessante o que ele (governador Amazonino) está fazendo por nossas crianças e famílias. Oportunidade que meu filho teve de sair das ruas”, destacou.

Panfletagem – Pela manhã, Bosco Saraiva, ao lado de representantes de órgãos estaduais, federais e municipais, conversou com motoristas e passageiros na rotatória do Eldorado. “É um programa com inúmeros projetos dentro dele e isso aqui e o início do trabalho intensivo de combate à exploração do trabalho infantil. Nós temos a grata satisfação de sentir, esses dias, a ausência dessas crianças nos semáforos em Manaus. O resultado é em razão do Ministério Público do Trabalho, por meio da doutora Alzira (Melo Costa, procuradora do MPT), juntamente da secretaria Auxiliadora (Abrantes Pinto, secretária de Estado de Ação Social), que conseguiram em 15 dias fazer uma grande ação junto com a organização não governamental O Pequeno Nazareno”, comentou o Saraiva.

De acordo com a secretária de Assistência Social (Seas), Auxiliadora Abrantes, o motorista e o cidadão têm papéis fundamentais na conscientização de não dar esmolas às crianças e adolescentes, nos semáforos da cidade. “A ação visa exatamente o combate ao trabalho infantil. Essas crianças e adolescentes, que se encontram em situação de sinaleiras, durante o dia, recebiam entre R$ 80 e 150. E se nós não tivermos essa parceria, essa sensibilização com os motoristas para que eles entendam que enquanto essas crianças estão nos sinais elas deixam de viver a sua plenitude, a sua infância e adolescência, deixando de estar no banco das escolas, à mercê dos riscos sociais”, destacou a secretária.

A procuradora do Trabalho, Alzira Melo Costa, destacou que pela primeira vez, o MPT conseguiu juntar grandes órgãos no combate ao trabalho infantil. “Aqui, a gente vem conscientizar o condutor para que não dê ajuda financeira para crianças e adolescentes que estão fazendo malabares no sinal, porque isso pode até dar um quilo de alimento a essas crianças, mas estará roubando o futuro delas”, disse a procuradora.

Até o dia 26 de janeiro de 2018, as secretarias estaduais atuarão, juntamente com os outros órgãos envolvidos, na Escola Estadual Gilberto Mestrinho, mesmo bairro, levando cidadania, esporte, lazer, e oportunidades de geração de emprego e renda às famílias e crianças e jovens que serão alcançadas pelo projeto.

Fonte: Secom

Redação Por Natália Dantas

Últimos Artigos

Artista parintinense concorre a prêmio nacional em exposição virtual

A artista visual parintinense Dayane Cruz foi uma das selecionadas para participar da exposição...

Egressa da UEA conquista residência no hospital Sírio- Libanês

A egressa do curso de Enfermagem da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Amanda...

Capoeiristas se reúnem para promover e definir o Plano de Salvaguarda de Capoeira no estado

A construção do plano de salvaguarda da capoeira no Amazonas é a proposta do...

Google anuncia abertura de centro de engenharia no Brasil

O Google, o Governo de São Paulo e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT),...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Artista parintinense concorre a prêmio nacional em exposição virtual

A artista visual parintinense Dayane Cruz foi uma das selecionadas para participar da exposição...

Egressa da UEA conquista residência no hospital Sírio- Libanês

A egressa do curso de Enfermagem da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Amanda...

Capoeiristas se reúnem para promover e definir o Plano de Salvaguarda de Capoeira no estado

A construção do plano de salvaguarda da capoeira no Amazonas é a proposta do...