quinta-feira, fevereiro 22, 2024
HomeSem categoriaSaúde | Susam reforma UTIs do Pronto Socorro da Criança da Zona...

Saúde | Susam reforma UTIs do Pronto Socorro da Criança da Zona Oeste.

Publicado em

spot_img

Artigo Relacionado

RR: ALE vai gastar R$ 2,3 milhões com compra de combustível em posto de político investigado pela PF por desvio milionário

Roraima - Sob a gestão do presidente Soldado Sampaio (Republicanos), a Assembleia Legislativa de...

Manaus | Quarta-feira


Quinze anos após a inauguração, as duas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) do Pronto Socorro da Criança (PSC) da Zona Oeste, no bairro Compensa, estão passando pela primeira reforma. A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) iniciou os trabalhos na UTI “Pipoca”, no dia 22 de dezembro, com prazo de um mês para entrega. Na sequência, inicia a reforma da UTI “Algodão Doce”.

É a primeira vez que as duas UTIs recebem reformas, desde que foram inauguradas, em 2002, na gestão do atual governador Amazonino Mendes. De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato, que também era secretário na época da inauguração, além da reestruturação física será feita a troca de mobília. O pronto-socorro infantil possui 10 leitos de UTI, incluindo um de isolamento.

“Estamos fazendo essa reforma porque encontramos uma UTI com goteiras, paredes mofadas e úmidas, com fiação exposta de maneira perigosa para pacientes e funcionários. Esse é um problema que estava se arrastando”, destaca o secretário, que visitou a unidade logo que assumiu a secretaria, em 5 de outubro, e decidiu incluir a reforma da UTI na lista de prioridades.

O objetivo é que as unidades voltem a atender aos padrões do Ministério da Saúde (MS). De acordo com a diretora, Júlia Fernanda Marques, a reforma vai refletir na recuperação da saúde dos pacientes. “Ter um espaço seguro para quem precisa de atendimento na UTI é uma obrigação para que os tratamentos que ocorram aqui sejam eficazes. Por isso, tratamos esse serviço de reforma como prioridade da administração aqui no PSC Zona Oeste”, observou.

Para essa primeira etapa dos trabalhos, a direção precisou adequar uma enfermaria para receber os cinco leitos. Esse também é um dos motivos para que a reforma seja acelerada: garantir que os pacientes retornem o mais rápido possível para o espaço melhorado.

Segundo a diretora, tão logo se conclua a reforma da UTI “Pipoca”, iniciam as obras na UTI “Algodão Doce”. “O prazo é acelerado, de 30 dias para cada obra, para que assim possamos devolver a normalidade aos serviços”.

Reestruturação – A reestruturação física dos serviços de urgência e emergência da rede estadual de saúde tem sido uma das prioridades da atual gestão da Susam. Em novembro, já havia sido entregue a obra da UTI do Pronto Socorro da Criança Zona Sul, na Cachoeirinha. A obra ficou parada por quase três anos e foi concluída num prazo de um mês.

Fonte: Secom

Redação Por Natália Dantas

Últimos Artigos

Em Japurá no Amazonas, garimpo ilegal e lixão ameaçam o meio ambiente, afirma Joel Araújo

Na sua avaliação a alta renda per capta do município, advinda em grande parte...

Governo do Am apoia manutenção de equipamentos laboratoriais para continuidade nas pesquisas

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado...

Em nova publicação, Joel Araújo expõe situação do lixão à céu aberto da cidade de Autazes no Amazonas

"Me impressiona que ainda hajam pessoas catando lixo no lixão à céu aberto de...

UEA firma acordo com Instituto Butantã

A reunião institucional entre a UEA e o Instituto Butantã ocorreu na quinta-feira (9/2),...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Em Japurá no Amazonas, garimpo ilegal e lixão ameaçam o meio ambiente, afirma Joel Araújo

Na sua avaliação a alta renda per capta do município, advinda em grande parte...

Governo do Am apoia manutenção de equipamentos laboratoriais para continuidade nas pesquisas

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado...

Em nova publicação, Joel Araújo expõe situação do lixão à céu aberto da cidade de Autazes no Amazonas

"Me impressiona que ainda hajam pessoas catando lixo no lixão à céu aberto de...