sábado, maio 25, 2024
HomeAmazonasColuna | Papo Jovem com Letícia Barbosa Lira

Coluna | Papo Jovem com Letícia Barbosa Lira

Publicado em

Artigo Relacionado

Seminário de Segurança Inovadora discute esta semana a ordem pública a partir de experiências bem sucedidas no país

Especialistas em segurança pública de todo o Brasil serão palestrantes no II Seminário de...

Artigo | Opinião

Papo Jovem com Letícia Barbosa

Título: Álcool e drogas na adolescência.

Cada vez mais tem se tornado maior e frequente o uso de álcool e drogas por adolescentes e diante essa problemática grande parte da sociedade não dá a devida importância.
O número de adolescentes que iniciaram seu consumo de substâncias psico-ativas sejam elas legalizadas ou não vem tornando-se cada vez mais frequentes, e mais intensivo, com a falta de acompanhamento dos devidos responsáveis nessa fase tão conflitante que é a adolescência os jovens se perdem diante influências que podem ou não ser positivas, comprometendo toda uma jornada que ainda será traçada, resultando em consequências que podem interferir durante toda a vida, adquirindo problemas reais que interferem na vida do mesmo e daqueles que o rodeiam.
A falta de diálogos, de acompanhamento, de orientação, tem feito com que cada vez mais os jovens pulem as fases que deveriam ser vividas de forma natural, a influência da internet e de conteúdos que muitas vezes podem ser interpretados de formas indevidas e que comprometem toda uma educação por tentativa do adolescente de se tornar parte daquele meio em que ele se encontra. A adolescência se torna uma fase de grandes mudanças, sejam elas físicas, mentais e comportamentais, com isso os jovens tendem a reproduzir tudo aquilo que aprenderam seja negativo ou não, e tendem a cada vez mais tomar para si influências daqueles que o rodeiam como os amigos ou imagens daqueles que admiram. Trazendo como consequências riscos prejudiciais para a vida de cada jovem, resultando muitas vezes em adquiro de doenças sexualmente trasmissíveis, gravidez precoce, abandono e desinteresse dos estudos e etc.
Em uma sociedade que tanto é questionado a mudança política e governamental, não paramos para pensar que a geração que dará continuidade e que será resultado e reflexo no futuro são os jovens de hoje, jovens que muitas vezes por falta de interferências na educação que recebem se perdem e acabam tornando-se apenas mais um, fazendo parte de apenas mais um no número exorbitante de adolescentes que iniciaram seu consumo de álcool e com isso resultando em adultos irresponsáveis, descompromissados, e que não conseguem entender a real problemática social e cultural que essa realidade pode ocasionar.
Sendo assim, responsáveis devem cada vez mais entender seu papel na criação e educação de cada adolescente, para que com isso cada indivíduo na sua realidade sinta-se apto para tomar escolhas que possam resultar em consequências positivas na vida dos mesmos. Diante todos os problemas econômicos, políticos e sociais que estamos vivendo, os adolescentes de hoje se tornam a esperança do amanhã, não permitam que essa esperança se perca por irresponsabilidades que podem ser remediadas, uma simples decisão pode mudar uma vida inteira.

Letícia Barbosa Lira.

Últimos Artigos

Seminário de Segurança Inovadora discute esta semana a ordem pública a partir de experiências bem sucedidas no país

Especialistas em segurança pública de todo o Brasil serão palestrantes no II Seminário de...

Promotor investiga suposto desvio de merenda escolar na rede de ensino da Prefeitura de Manaus

O promotor do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), Marcelo Pinto Ribeiro, da 55ª Promotoria...

Abertas inscrições para oficina de pintura para pessoas com deficiência visual e baixa visão

Em comemoração aos 15 anos da audiodescrição no Amazonas, o Governo do Estado, por...

Márcia Perales lança livro sobre a democratização do ensino

A pesquisadora e escritora Márcia Perales Mendes Silva, diretora-presidente da Fundação de Amparo à...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Seminário de Segurança Inovadora discute esta semana a ordem pública a partir de experiências bem sucedidas no país

Especialistas em segurança pública de todo o Brasil serão palestrantes no II Seminário de...

Promotor investiga suposto desvio de merenda escolar na rede de ensino da Prefeitura de Manaus

O promotor do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), Marcelo Pinto Ribeiro, da 55ª Promotoria...

Abertas inscrições para oficina de pintura para pessoas com deficiência visual e baixa visão

Em comemoração aos 15 anos da audiodescrição no Amazonas, o Governo do Estado, por...