quinta-feira, julho 18, 2024
HomeSem categoriaPolítica | David Almeida torce por eleição indireta: Estratégia estaria pautada na...

Política | David Almeida torce por eleição indireta: Estratégia estaria pautada na manobra de Carijó em 2004.

Publicado em

Artigo Relacionado

RR: ALE vai gastar R$ 2,3 milhões com compra de combustível em posto de político investigado pela PF por desvio milionário

Roraima - Sob a gestão do presidente Soldado Sampaio (Republicanos), a Assembleia Legislativa de...

Amazonas | Quinta feira (06/07)

O Amazonas está sob situação de instabilidade, visto a ‘’trapalhada jurídica’’ que se iniciou com a cassação do ex governador José Melo e que se culminou com a decisão do ministro Lewandoswiski que suspendeu uma eleição que já estava em curso para escolher novo governador do Amazonas.

Após a decisão de suspensão das eleições, candidatos entrarão com recurso no STF, para derrubar a liminar de Lewandowisk.

10410101_1460863107519017_8795548988864770475_n

Caso Carijó 2004: Estratégia David Almeida

Em 2004, Carijó era presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), e o prefeito de Manaus era Alfredo Nascimento. Na oportunidade, o presidente do Brasil na época, Lula, fez convite a Alfredo Nascimento para assumir o Ministério dos Transportes. Por força de Lei, a CMM realizou eleição indireta para escolha do prefeito substituído Alfredo Nascimento.

Carijó teve viabilidade, após conseguir trocar de partido, pautado na resolução que permite a mudança de partido no prazo de 48 horas, ponto de interesse do governador interino David Almeida que não tem partido para concorrer a eleição.

Caso, David Almeida consiga neste cenário viabilidade para trocar de partido, iria contar com os votos dos deputados para continuar governador, mesmo sem ter recebido nenhum voto popular.

O problema desta manobra

O efeito secundário desta manobra e que ela cria instabilidade, o que já tem prejudicado o Amazonas. O fato de David Almeida se utilizar desta estratégia para mudar de partido e negociar os votos dos deputados, irá abrir precedentes jurídicos para outras batalhas jurídicas. Ou seja, o mesmo clima de incerteza de hoje, continuaria no período até as eleições de 2018.

img_9197editada

Só eleição direta, voto popular para recuperar equilíbrio no Amazonas

Único método viável para encerrar essa questão, apaziguar as intenções e promover estabilidade, seria as eleições diretas. Um novo governador eleito com voto popular, representaria um processo de oxigenação na administração estadual, e o sentimento de estabilidade nas decisões do executivo.

Assim, impediria a troca desnecessária de secretários, a diminuição de interferência dos deputados nas secretárias do governo e o principal, o equilíbrio econômico que foi causado por gastos excessivos neste período de governo transitório.

Por fim, os bastidores da política amazonense aguardam uma decisão do STF, para dar fim a situação de incertezas que tomou conta. Bom seria, que todos entendessem que somente através do voto popular, se elege representantes do povo e não manobras jurídicas e negociatas para perpétua aqueles que estão transitórios e não receberam nenhum voto para administrar o Amazonas.

Eric Barbosa

Últimos Artigos

Projeto ‘Aqui Tem Jazz’ promove circuito gastronômico em Manaus durante período do Amazonas Green Jazz Festival

A organização do Amazonas Green Jazz Festival, edição 2024, estão com as inscrições abertas...

Com apoio do Governo do Amazonas, incubadora de empresas fortalece empreendedorismo de base tecnológica

No interior do Amazonas, especificamente no município de Itacoatiara (distante 176 quilômetros de Manaus),...

Casa das Artes: Exposições celebram a diversidade cultural e artística

Nesta sexta-feira (12/07), às 18h30, a Casa das Artes, localizada na rua José Clemente,...

Ibama e Funai renovam parceria de atuação das Brigadas Federais em Terras Indígenas

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), juntamente com...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Projeto ‘Aqui Tem Jazz’ promove circuito gastronômico em Manaus durante período do Amazonas Green Jazz Festival

A organização do Amazonas Green Jazz Festival, edição 2024, estão com as inscrições abertas...

Com apoio do Governo do Amazonas, incubadora de empresas fortalece empreendedorismo de base tecnológica

No interior do Amazonas, especificamente no município de Itacoatiara (distante 176 quilômetros de Manaus),...

Casa das Artes: Exposições celebram a diversidade cultural e artística

Nesta sexta-feira (12/07), às 18h30, a Casa das Artes, localizada na rua José Clemente,...