quarta-feira, julho 17, 2024
HomeSem categoriaÚltimas | Mais forte, Prosamim faz 3 mil atendimentos sociais nos últimos...

Últimas | Mais forte, Prosamim faz 3 mil atendimentos sociais nos últimos 90 dias

Publicado em

Artigo Relacionado

RR: ALE vai gastar R$ 2,3 milhões com compra de combustível em posto de político investigado pela PF por desvio milionário

Roraima - Sob a gestão do presidente Soldado Sampaio (Republicanos), a Assembleia Legislativa de...

Manaus | Terça Feira


O Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), do Governo do Estado, encerra o ano ainda mais forte! De outubro a dezembro de 2017, foram quase 3 mil atividades desenvolvidas com a comunidade e entorno dos conjuntos habitacionais, incluindo palestras, visitas domiciliares, eventos, oficinas, cursos, campanhas, atendimentos ao público e outras ações sociais.

A Subcoordenadoria Setorial de Projetos Sociais (SSPS) do Prosamim, executado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) e Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), já planeja o cronograma de atividades de 2018, objetivando superar o trabalho realizado durante este ano.

O maior volume de atividades concentra-se nas bases dos parques São Raimundo, Cajual, Liberdade e Mestre Chico, que contam com equipe fixa de atendimento psicossocial, formada por profissionais como psicólogos, assistentes sociais e biólogos. É nestas bases que são desenvolvidas, semanalmente, ações socioambientais gratuitas que tem como público-alvo tanto moradores das unidades habitacionais do programa, quanto comunidade dos entornos dos residenciais.

Maués – O Programa de Saneamento Integrado de Maués (ProsaiMaués), que promete dar uma cara nova à Terra do Guaraná, contribuindo para a solução dos problemas de saneamento básico, urbanísticos e socioambientais, também impulsionou o lado social. Foram promovidas reuniões de participação comunitária, visitas domiciliares, eventos de saúde familiar, entre outros.

Comunidade envolvida – Campanhas sazonais como “Outubro Rosa” e “Novembro Azul” foram intensamente trabalhadas nos parques do Prosamim. O “Dia das Crianças”, uma das datas comemorativas mais aguardadas nos parques, atingiu, diretamente, 1.027 crianças que participaram de atividades lúdicas como oficinas, gincanas, rodas de leitura, apresentações musicais e teatrais. Ações de orientação a agentes de vizinhança, capacitação e geração de emprego e renda, saúde bucal, eventos culturais e ambientais também foram executadas nos residenciais.

Moradora do entorno do Parque São Raimundo, a aposentada Cleonice Marques da Silva, 80, combate uma depressão desencadeada há dois anos, participando dos encontros na base de atendimento, onde confecciona peças de artesanato. “Isso aqui para ela é uma alegria, uma forma de tirá-la da cama, porque em casa ela só quer ficar deitada. Para outros lugares, se recusa a ir”, disse a confeiteira Neuza Souza da Silva, 55, filha de Cleonice. Mãe e filha frequentam a base há três meses.

Outro exemplo de comunitária beneficiada pelo social do Prosamim é a assistente social Susy Monteiro, 37, que mora Mestre Chico II há 1 ano e é integrante do Clube de Mães. “Sempre participei das atividades do clube, pois mudei para cá logo que inaugurou. Tenho muito orgulho do nosso trabalho aqui, enquanto artesã. Além de promover uma troca muito boa entre a gente, nos ensina um ofício novo, com técnicas que podemos aplicar fora do clube, como fonte de renda”, considerou.

“As atividades realizadas marcam a retomada de intervenção socioambiental do Prosai, visando preparar as famílias para o reassentamento. Já as atividades do Prosamim marcam um processo importante de promoção do protagonismo comunitário, em busca da sustentabilidade das intervenções”, considerou a subcoordenadora social da UGPE, Viviane Dutra.

Natal nos Parques – As atividades sociais, no mês de dezembro, objetivaram o planejamento e a execução da programação de “Natal com Mais Amor”. Pelo segundo ano consecutivo, o concurso “A Árvore de Natal mais bonita do Prosamim” mobilizou as comunidades de quatro parques residenciais, e o Parque Residencial Liberdade foi o bicampeão da disputa, com 12.698 reações “amei’’ recebidas pelo Facebook.

Em segundo lugar ficou com o Parque Residencial Cajual, com 11.608 reações, seguido pelo Mestre Chico, com 2.852, e o São Raimundo, com 2.572. As quatro árvores foram confeccionadas pelos comunitários durante todos o mês, utilizando, em sua maioria, materiais reciclados.

Mais atividades – O ano que se aproxima promete surpreender, trazendo a superação do trabalho desenvolvido em 2017, integrando e beneficiando a comunidade. “Para o próximo ano, está prevista a continuidade das ações de remanejamento no Prosai, o fortalecimento as ações socioeducativas e ambientais no Prosamim, para fomentar sempre mais a integração e a organização comunitária. Vale ressaltar que as ações do programa caminham para a conclusão de um ciclo importante nos parques residenciais entregues e um momento novo para as famílias que recebem empreendimentos como o Parque Linear das Cacimbas II e a Ligação Viária Luiz Antony”, concluiu Viviane Dutra.

FOTOS: LUCAS SILVA/SRMM

Fonte: Secom

Redação por Eric Lima

 

Últimos Artigos

Com apoio do Governo do Amazonas, incubadora de empresas fortalece empreendedorismo de base tecnológica

No interior do Amazonas, especificamente no município de Itacoatiara (distante 176 quilômetros de Manaus),...

Casa das Artes: Exposições celebram a diversidade cultural e artística

Nesta sexta-feira (12/07), às 18h30, a Casa das Artes, localizada na rua José Clemente,...

Ibama e Funai renovam parceria de atuação das Brigadas Federais em Terras Indígenas

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), juntamente com...

Seminário na UEA debate foco em soluções tecnológicas para o mercado de defesa

Com a missão de proporcionar a criação de novas ideias e perspectivas, oferecendo um...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Com apoio do Governo do Amazonas, incubadora de empresas fortalece empreendedorismo de base tecnológica

No interior do Amazonas, especificamente no município de Itacoatiara (distante 176 quilômetros de Manaus),...

Casa das Artes: Exposições celebram a diversidade cultural e artística

Nesta sexta-feira (12/07), às 18h30, a Casa das Artes, localizada na rua José Clemente,...

Ibama e Funai renovam parceria de atuação das Brigadas Federais em Terras Indígenas

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), juntamente com...