sábado, maio 25, 2024
HomeSem categoriaTransporte | Regulamentação do serviço de transporte aquaviário de passageiros e cargas...

Transporte | Regulamentação do serviço de transporte aquaviário de passageiros e cargas em âmbito intermunicipal é pauta de reunião

Publicado em

Artigo Relacionado

RR: ALE vai gastar R$ 2,3 milhões com compra de combustível em posto de político investigado pela PF por desvio milionário

Roraima - Sob a gestão do presidente Soldado Sampaio (Republicanos), a Assembleia Legislativa de...

Manaus | Quarta-feira


A regulamentação do serviço de transporte aquaviário de passageiros e cargas em âmbito intermunicipal foi pauta de reunião, nesta quarta-feira (27/12), na sede da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam). Participaram dirigentes da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq), do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial no Estado do Amazonas (Sindarma) e da Arsam.

A iniciativa de consultar o órgão regulador estadual partiu da agência nacional, que pretende concretizar um acordo de cooperação técnica para desenvolver os estudos necessários para a regulação do setor.

Segundo a gerente de autorização da Antaq, Auxiliadora Borges, a Amazônia Legal possui mais de dez milhões de passageiros e a falta de ordenação do serviço de transporte aquaviário acarreta uma série de prejuízos, principalmente legais, aos prestadores de serviços e aos usuários.

A Antaq apenas fiscaliza o setor em âmbito federal, o que faz com que seus fiscais não possam atuar diretamente nas embarcações que trafegam entre os municípios do Amazonas, papel que legalmente pertence à agência reguladora estadual.

Passo histórico – Estudos já realizados pela Arsam apontam a existência de 74 linhas intermunicipais não reguladas, que totalizam cerca de 200 embarcações sem qualquer fiscalização dos órgãos competentes. Para diretor-presidente da Arsam, Walter Cruz, dar o passo inicial e histórico para a regulamentação do setor é um grande desafio.

“Temos que pensar no transporte aquaviário como um vetor de crescimento econômico e não como um problema sem solução. Queremos levar a questão da regulação desse serviço de maneira harmônica, ouvindo e reunindo todos os atores envolvidos, em prol de uma só causa: a segurança dos trajetos hidroviários”, declarou Walter Cruz.

Há dois meses Cruz determinou a criação de um grupo de estudos que está debruçado sobre toda a legislação de navegação estadual e federal, incluindo o serviço de transportes de passageiros e cargas, para adaptar a proposta da lei que irá regulamentar o setor.

Para a realização de um diagnóstico preciso do serviço atual, engenheiros da Arsam já realizaram visitas aos portos do Roadway, Manaus Moderna, Escadaria dos Remédios e São Raimundo para verificar quantidade, tipos, pontos de vendas, preços praticados, além dos critérios de segurança adotados pelas embarcações intermunicipais.

Fonte: Secom

Redação Por Natália Dantas

 

Últimos Artigos

Seminário de Segurança Inovadora discute esta semana a ordem pública a partir de experiências bem sucedidas no país

Especialistas em segurança pública de todo o Brasil serão palestrantes no II Seminário de...

Promotor investiga suposto desvio de merenda escolar na rede de ensino da Prefeitura de Manaus

O promotor do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), Marcelo Pinto Ribeiro, da 55ª Promotoria...

Abertas inscrições para oficina de pintura para pessoas com deficiência visual e baixa visão

Em comemoração aos 15 anos da audiodescrição no Amazonas, o Governo do Estado, por...

Márcia Perales lança livro sobre a democratização do ensino

A pesquisadora e escritora Márcia Perales Mendes Silva, diretora-presidente da Fundação de Amparo à...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Seminário de Segurança Inovadora discute esta semana a ordem pública a partir de experiências bem sucedidas no país

Especialistas em segurança pública de todo o Brasil serão palestrantes no II Seminário de...

Promotor investiga suposto desvio de merenda escolar na rede de ensino da Prefeitura de Manaus

O promotor do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), Marcelo Pinto Ribeiro, da 55ª Promotoria...

Abertas inscrições para oficina de pintura para pessoas com deficiência visual e baixa visão

Em comemoração aos 15 anos da audiodescrição no Amazonas, o Governo do Estado, por...