quarta-feira, maio 22, 2024
HomeMundoCuriosidade! | Mulher descobre que vivia com ‘gêmea parasita’ em seu corpo...

Curiosidade! | Mulher descobre que vivia com ‘gêmea parasita’ em seu corpo por 17 anos, na Índia

Publicado em

Artigo Relacionado

Manauara Shopping é palco do Manauara Connection, evento de moda, arte e cultura

Na última semana, nos dias 21 e 22/09, aconteceu o Manauara Connection: Moda, Arte...

Manaus | 19 de Agosto de 2019 (Segunda-feira)


Uma mulher que teve a identidade preservada, vivia com um feto contendo seu ‘gêmeo’ por 17 anos, além disso, o feto continuava em fase de crescimento, possuindo cabelos, dentes e espinha dorsal. Ele ficava alojado no abdômen dela, envolvido em uma espécie de saco.

O caso dela iniciou cinco anos antes dela visitar os médicos, sendo percebido por ela e pela sua família que havia um nódulo duro se formando ao redor do seu abdômen. Após isso, o caroço foi crescendo conforme o passar do tempo.

Com isso, as dores também vinham aumentando durante a formação do tumor, a mulher foi sentido dificuldades para se alimentar e seus órgãos internos estavam sendo pressionados pelo feto.

Nos primeiros exames, a suspeita levantada era de que o nódulo era um tumor, e logo após, houve a confirmação. Foi então que com uma tomografia, foi detectado a “a forma de vértebras, costelas e ossos longos”, sendo mais que necessária a sua remoção.

Sendo caracterizado como ‘fetus in fetu’, ‘gêmeo parasita’, acredita-se que essa condição acontece quando um gêmeo fetal é envolvido pelo outro muito cedo na gravidez.

Neste caso, o feto não desenvolve seu próprio sistema nervoso e cérebro, mas ainda tem chance de viver, sendo necessária através do seu ‘irmão’, como um parasita. Além disso, a equipe de médicos também não descarta a possibilidade do feto ser um tumor, chamado de ‘teratoma’, podendo também possuir dentes e cabelos.

Mesmo após dois anos da remoção do tumor, a mulher ainda tem acompanhamento médico.

Foto: Reprodução/ BMJ Case Reports.

Fonte: Com informações da BMJ Case Reports.

Redação por Ana Flávia Oliveira.

Últimos Artigos

Márcia Perales lança livro sobre a democratização do ensino

A pesquisadora e escritora Márcia Perales Mendes Silva, diretora-presidente da Fundação de Amparo à...

Careiro inicia preparações visando a Conferência Municipal de Meio Ambiente

Tendo sido um dos municípios mais afetados pelos incêndios florestais e fumaça no verão...

Agendão Cultural está repleto de eventos nos espaços mantidos pelo Governo do Amazonas

O agendão cultural deste fim de semana (17 a 19/05) oferece uma programação repleta...

Teatro da Instalação recebe estreia de nova temporada do espetáculo ‘Helena’, do Ateliê 23

No domingo (19/05), às 19h, o Ateliê 23 apresenta a nova temporada do espetáculo...

Eric Lima

Criador do Portal Pontual

Mestrado em Saúde, Sociedade e Endemias na área de concentração de Epidemiologia de Agravos e Prevalentes na Amazônia pelo instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/FIOCRUZ), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Federal do Pará (UFPA - 2013). Tem experiência em pesquisa na área de Epidemiologia, Saúde Coletiva com ênfase em Saúde Pública, Avaliação de Serviço em Saúde e Saúde Baseada em Evidências, desenvolvendo estudos nos temas: Tuberculose, Resistência aos fármacos, Tuberculose Multirresistente, Coinfecção TB/HIV.

Mais artigos como este

Márcia Perales lança livro sobre a democratização do ensino

A pesquisadora e escritora Márcia Perales Mendes Silva, diretora-presidente da Fundação de Amparo à...

Careiro inicia preparações visando a Conferência Municipal de Meio Ambiente

Tendo sido um dos municípios mais afetados pelos incêndios florestais e fumaça no verão...

Agendão Cultural está repleto de eventos nos espaços mantidos pelo Governo do Amazonas

O agendão cultural deste fim de semana (17 a 19/05) oferece uma programação repleta...